quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Os verdadeiros números e matemática de custos da greve dos Servidores Públicos Federais

Naturalmente venho criticar as últimas publicações do Jornal O Globo sobre os custos das greves do serviço público. Vocês não acharam que tais artigos desinformativos ficariam sem resposta, não é mesmo?

As publicações sobre as greves de 26 categorias de servidores públicos federais que paralizaram 350 mil servidores em todos o País está tendo abordagem desinfoirmativa pela mídia que apóia a postura ditatorial da Dilma em meramente negar reajustes inflacionários e isonômicos, em não negociar com servidores, em não mostrar respeito pelos servidores, em tentar substituir servidores públicos federais por servidores estaduais e municipais, violando as regras privadas que regulam a greve e que são aplicáveis aos servidores públicos a partir de decisão em Mandado de Injunção do STF, já que há 28 anos o direito de greve dos servidores públicos não é regulado.

Além da adoção deste vetor desprestigioso do movimento de greve dos servidores, as publicações dizem que os servidores em greve tornam a população refém e, por último, que 7 anos de greves dos servidores resultaram em prejuízos de 1,2 bilhão de reais somente em remunerações pagas por horas naõ trabalhadas.

Senhores, a verdade é simples e é a seguinte.

Já expliquei a relatividade da informação de que os servidores nos últimos 10 anos receberam reajustes acima da inflação. O Jornal não compara com o aumento que os metalúrgicos, petroleiros e bancários, por exemplo, obtiveram no mesmo período que foi muitíssimo maior aos 120% da inflação em média, como informado. Além disso, foi abaixo do reajuste concedido ao salário mínimo e não vou nem mencionar o aumento de 150% concedido à Presidência da República em 2010 ou 2011.

Neste perído de dez anos em que os servidores tiveram aumento médio de 120% a inflação, o pib cresceu 300% e a arrecadação çque sempre cresce superior à média do PIB, cresceu mais ainda. aluguel cresceu quanto? Supermercado cresceu quanto? Escola e plano de saúde cresceu quanto? Portanto, os servidores públicos perderam participação no PIB, estão perdendo qualidade de vida para suas famílias. Os custos governamentais com seus salários, por outro lado, diminuíram e hoje o custo que já foi de 5,4% do PIB em 2002 é de 4,17% do PIB. O custo limite com servidores que poderia ser de 50% o orçamento da União está em 31%.

Isso significa economia inteligente? Não. Servidor público presta serviço público. Se você está gastando menos com servidor, naturalmente está investindo menos em prestação de serviço público. Nas fronteiras ontem foi noticiado que a Polícia Rodoviária Federal tem 2 policiais quando deveria ter 8. Isto é menos segurança pública para mim e para você. E segurança mal feita amanhã será apontada pela mídia como falha de servidores e não como falha de política da Dilma. Mas a verdade é que estão desmotivados e abandonados.

1,2 bilhão de prejuízo para a sociedade por 7 anos de greves. O que significa isso? Senhores, se o gasto hoje é de 200 bilhões por ano com folha de servidores federais, significa que a folha federal vale 1,4 tilhão de reais nos útlimos sete anos (é um pouco menos em virtude de algumas correções e aumento de contratação até 2010). Então, houve 1,398,8 trilhão de valores pagos e serviços prestados e meros 1,2 bilhão de prejuízo. É isso? Pelo prisma de pagamento de valores aos servidores sim. Então o "prejuízo" à sociedade foi de 1,2/1.398, ou seja, foi menos de 0,01%. O que é isso? Nada. E olhe que há compensação de horas trabalhadas!! (valores corrigidos de acordo com o p.s. abaixo)

Agora, e o prejuízo para a sociedade de parada de circulação de mercadorias? E de aumento de custos de estocagem de mercadorias e perda de diárias de transporte rodoviário, ferroviário ou marítimo, aumento de custo com seguros, prejuízos com importação e exportação, com dias de aulas perdidos, de atendimentos médicos não feitos, de passaportes atrasados, da segurança pública adequada, da fiscalização nas fronteiras? Gente isso é é que é o prejuízo. E isso ocorre não porque os "servidores maus estão em greve", como a mídia publica, mas há greve porque nem a mídia nem o governo respeitam o artigo 37, X da CF/88 que determina pagamento de reajuste inflacionário todo o ano. Simples assim. Não é mais barato para a sociedade cumprir a regra constitucional e ter incremento de serviço público ao invés de negar direitos constitucionais e tentar espoliar o servidor público que também é integrante de sua sociedade?

Se você bater números corretamente como faço, encontrará os verdadeiros números da greve e a matemática correta para equalizar o respeito aos direitos do servidor, a necessidade de adequar quadros de servidores para prestar ideal serviço público à população e a administração orçamentária adequada e assim você poderá chegar à conclusão sobre real relação custo/benefício do investimento no servidor e no serviço púbilco.

Até aqui os jornais não ajudaram a população a entender os reais números envolvidos. E o pior é que nem ajudarão.

Por outro lado, depois de morder o servidor público, faz um "Profissão Repórter", como o de ontem sobre o serviço do Defensor Público, como já fez com o do médico público. Vocês viram que trabalho bem feito pelos Defensores Públicos de São Paulo? E isso porque não viram o serviço da Defensoria Pública da Rio de Janeiro que já recebeu dois prêmios internacionais ultrapassando o trabalho de Defensorias Públicas da Europa.

Pergunto, todos querem bons profissionais que sabem o que fazer na hora em que se precisa deles. Mas isso custa dinheiro. Quanto custa um funcionário desse? Vale à pena? Hoje em dia, uma pessoa cuja família tem renda de até três salários mínimos e pode ser atendida por Defensor Público provavelmente está melhor atendida do que a família de renda entre 3 e 10 salários mínimo que não pode pagar advogado de nível igual ao dos Defensores Públicos que são bem remunerados e têm alto nível intelectual.

Veja como o investimento em servidores profissionais e bem pagos resulta em benefícios para a sociedade. Um advogado já cunhou a frase de que é difícil exigir de um Juiz serviço em quantidade e qualidade quando ele luta para fechar a conta do fim de mês. É óbvio que quem vive com salário acima da média se preocupa com outras contas em comparação a uma pessoa que ganhe R$1.500,00. Mas essa pessoa que ganha R$1.500,00 poderia fazer o serviço do Juiz? E do Defensor Público? E o dos servidores?

Outra conta que não mostram é que técnicos terceirizados que prestam serviços para a Petrobrás podem ganhar até 15 mil reais por mês. Gerentes de supermercados que às vezes não são formados podem ganhar até 10 ou 12 mil reais por mês. mas técnicos da área pública ganham entre R$2 mil e R$6,5 mil em início de carreira.

Também não dizem que tudo o que você tem hoje foi disponibilizado por servidores públicos e hoje é explorado pela atividade privada. É assim com a sua energia elétrica, gerada por hidrelétricas construídas pelo poder público. É assim com os sistema de água, telefone, gás e esgoto. É assim com toda a linha rodoviária, metroviária, ferroviária e agora o incipiente transporte hidroviário. Também todo o sistema de compensação bancária no país, a criação de todos os aeroportos, a criação da primeira siderúrgica, da primeira petrolífera a atuar no Brasil, enfim, tudo que hoje te dá emprego e comodidade, foi criado por servidores públicos. Mas mesmo assim você só verá a mídia publicar que servidor público é gasto, fazendo matemáticas e apresentadno números mentirosos.

Fica aqui nossa contribuição para esclarecer os verdadeiros números da greve dos servidores e o custo/benefício de se investir em servidor e serviço público. A propagação da verdade também depende de você. Repetir o que jornalizinho publica não te ajudará a conhecer a realidade e nem a saber escolher o que realmente melhora a sua vida e te enriquece. Investir no serviço público multiplica riquezas pelo País.

Contratar mais diplomatas dobrou nosso comércio exterior. Contratar mais policiais federais reduziu a demora de emissão de passaporte de 4 meses para 10 dias. Pense nisso.

p.s.: tive de corrigir a informação de que o prejuízo de 7 anos, segundo manchete do Jornal O Globo de 20/08/2012, seria de R$7 bilhões. Não é de 7 bilhões, mas de R$1,2 bilhão. Assim, a conta é menor ainda. Pois o prejuízo, segundo tal conta seria de 1,2/1.398,8 o que dá menos de 0,01%. Desculpem, mas estava sem o artigo em mãos e só conferi depois que escrevi, pois havia escrito de memória.

p.s.2: Faltou falar do argumentode que a população fica "refém" dos movimentos de greve dos servidores. Senhores, o servidor presta serviço à população. Se fizer greve, tem que parar serviço. E se parar serviço quem é que sofre? A população, lógico. Mas isto é consequência da falta de capacidade de gestão de recursos humanos da Presidente da República e de seus Ministros. A culpa é deles. Não há greve sem transtorno. Para que não haja transtorno à sociedade, quando servidores públicos decidem fazer greve para verem seus direitos remuneratórios e de melhoria de estrutura, somente cassando o direito de greve dos servidores. Eu sei que a mídia e as empresas gostariam disso e estão conseguindo através das decisões do STJ impondo como condição para realizaçao de greve de servidores um mínimo de atividade de até 90% em algumas carreiras, mas isto é errado. Se o trabalhador da área privada pára, prejudica empresários e consumidores. Se os motoristas de caminhão param, prejudicam empresários, consumidores e abastecimentos de comida por toda a sociedade. E isto não é taxado como tornar reféns as pessoas que sofrem com a falta de serviço da classe trabalhadora que faz greve. Então por que só o servidor público torna refém empresas e população quando faz greve? Por que a diferença? Porque o servidor é caçado pela mídia e o grupo econômico que representa bancos e empresas. Só isso.

p.s. de 11/09/2012 - texto revisto.

4 comentários:

  1. É Colega, é uma tragedia, como PRF veja essa realidade todo dia, e observo os comentários das pessoas nas matérias que sai na grande mídia, a maioria critica minha instituição, mas a verdade é que não ha servidor nem pra atender o numero de emergência 191, no posto que trabalho, BR 101, com um fluxo de veículos absurdo ha apenas eu e um colega por dia,, chega a ter mais viatura no patio do que PRF. Estamos sem reajuste desde 2008, salario congelado, o efetivo é de 9000 policias, ha 20 anos atras eram 12 mil homens. As pessoas não enxergam que serviço publico de qualidade só existe com servidores qualificados e só ha servidor qualificado se for bem pago, ninguém vai dar boa educação a seus filhos para depois vê-los num emprego mal remunerado.

    ResponderExcluir
  2. è isso aí, amigo. Já sugeri que os sindicatos se unam para efetuar atos coordendos de imprensa. A população não tem a menor idéia do que ocorre no serviço público, da necessidad de investimentos, contratação de servidores e os reais motivos de pedidos de reajustes salariais (motivação, isonomia, direito constitucional de reajuste e necessidade de atrair mais pessoas qualificadas para prestarem serviço público de qualidade). Cabe a nós que saebmos o que está ocorrendo e n~]ao vemos uma linha legítima a falar do tema na mídia, botarmos a boca no trombone e trazermos essas informações através deste e outros blogs sociais que são os únicos canais vivos de comunicação direta entre cidadãos, pessoas físicas e contribuintes individuais.
    A ignorância geral e a desinformação em massa perpetrada pela grande mídia só poderá ser combatida quando todos os servidores, sindicatos e cidadãos tenham um núcleo de informação em que possa acessar informações verdadeiras sobre fatos sociais, políticos e econômicos de seu verdadeiro interesse, sob a perspectiva de um cidadão individual.
    Hoje a mídia só publica fatos sob perspectiva de bancos e empresas. A população está órfã de publicação legítima de fatos sob sua perspectiva. Tento diminuir esse problema com meu Blog e há outros fazendo o mesmo. fico feliz em poder contar com sua leitura e os atuais 44 seguidores e os mais de 3.000 acesso mensais. Isto tem que crescer para a verdade vir à tona e o direito das pessoas e suas famílais serem respeitados.

    ResponderExcluir
  3. Você me deu idéia de um artigo-fórum!! Será o conte aqui a sua realidade de serviço públco! Começarei com a minha para dar exemplo: a justiça federal. Você escreve a tua da PRF e esperemos que outros façam o mesmo!! Seria revolucionário!

    ResponderExcluir
  4. estou com vc pode começar,,,,
    eduardo

    ResponderExcluir